bookmark bookmark  
Glenda DiMuro On June - 6 - 2010

Alguém ai lembra que lá no Golfo do México, há pouco mais de um mês, uma plataforma de petróleo explodiu e vem contaminando as águas da região com uma mancha que ultrapassa os 24 mil km2? E que não pára de crescer?

Os jornais já não tocam mais no assunto (o tema agora é o ataque aos ativistas em Israel) mas o vazamento segue lá…

Para quem não sente na pele, fica complicado imaginar as conseqüências do desastre ecológico (eu choro sempre que vejo as imagens dos animais pintados de preto, mas logo passa). Foi por isso que alguém criou a web “If it was my home” (se estivesse na minha casa), onde uma aplicação do Google Maps permite situar a tal mancha em qualquer lugar do mundo.

Pensando bem, é uma bobagenzinha. Mais uma das tantas que a gente encontra pela web. Mas é legal porque permite compreender a escala do problema, já que colocando o epicentro do “acidente” na nossa cidade, podemos ver até onde chegaria o estrago.

Na foto um exemplo se a tal macha estivesse em Sevilla ou em Pelotas…

Categories: Sua parte

10 comentários

  1. Leonardo says:

    A gente ouve falar em numeros mas sem ter idéia do que representa. Me assustei ao ver que a mancha ja é maior que a Suiça! E o que mais assusta é que ainda não encontraram a solução milagre e que é provavelq ue vaze petroleo pelo menos até agosto! Inacreditavel!

  2. Mirelle Siqueira says:

    Pois é Glenda, meu marido viu seu post antes de mim e veio me mostrar todo assustado o aplicativo. Pior é ver o descaso dispensado ao assunto, principalmente por parte dos responsaveis. Como se fosse natural esse tipo de desastre. "estamos fazeendo o possivel para arrumar". possivel uma ova ne? daqui a algum tempo a gente ja vai começar a sentir mais de perto as consequencias disso tudo…

  3. Luiz Peter says:

    bah, se a mancha partisse de Pelotas nós aqui em Pedro Osório que somos o "centro do nada" estaríamos metidos nessa cacaca. ainda bem que não é aqui… também to com peninha do planeta Terra. O inimigo foi encontrado: é o próprio homem. A hipocrisia, a ganância, a burrice enfim, não permitem o "decrescimento"… porém a natureza vai se ajustar – eu acredito nisso – e muitos "organismos" se transformarão quando então virão as "vidas novas". tomara que eu seja poupado e ainda consiga ver isso, o novíssimo PLANETA TERRA, com seres humanos "inteligentes"…

  4. Luiz Peter says:

    automóvel-avião e outras formas de desperdiçar energia levarão ao caos…

  5. Rodrigo Dias says:

    Realmente temos que procurar outras formas de energia que não degradem o nosso planeta.

    Parabéns pelo blog Glenda, eu e minha esposa somos amantes da Espanha e está tudo Perfeito!

  6. Blog da Pandinha says:

    Glenda, muito legal vc me encontrar na blogsfera e me dar a oportunidade de conhecê-la. Não fui a muitos lugares do mundo, mas Sevilla foi especial. Guardo boas recordações da cidade! Vc é brasileira??? Vamos trocar figurinhas! Beijo grande, estou linkando vc tb!

  7. Mari says:

    Nossa! Eu coloquei Istambul, aonde vivo, e encobriu o Mar de Mármara todinho, e sobrou muito espaço ainda para o Mar Negro…é muito grande essa área :((((

  8. Oscar says:

    Assustador!!!
    Coloquei ate no meu facebook os mapas de todos os lugares que ja morei!!Muito triste :S

  9. Anonymous says:

    Acho que brasileiro é criativo. Na minha ideia, seria tentativa colher parcelas, bolar uma maneira de tratar-la e reaproveitar o oleo. Quem sabe nao tem gente andando de combustivel gratis por ai. kkkk

  10. Anita says:

    A mancha na verdade e' 5 vezes maior do que a imprensa anda noticiando. Alias, todo o acesso da imprensa a costa e ao mar por terra ou ar esta bloqueado. Jornalistas nao conseguem reservar hoteis nem avancar nas estradas, nem alugar helicopteros. Duas solucoes: microbios que se alimentam de oleo (comeriam a mancha toda em 6 semanas) e recolher a agua contaminda e fazer uma centrifugacao para separar a agua e o oleo (como o Kevin Costner apresentou – filminho no Youtube). So que nao estao divulgando essas solucoes. Muita informacao nao esta sendo divulgada.

Deixe o seu comentário

Glenda Dimuro