bookmark bookmark  
Glenda DiMuro On November - 22 - 2010

No próximo dia 26 de novembro será celebrado o DIA SEM COMPRAS!

Esta foi uma idéia do artista canadense Ted Dave e promovida pela revista Adbusters. Se supõe que não devemos comprar nada durante 24 horas! Foi celebrada pela primeira vez em Vancouver em 1992.

Nos Estados Unidos, o dia seguinte ao Dia de Ação de Graças (a quarta quinta-feira de novembro) é chamado de “Sexta Negra”, já que é tradicionalmente dia de comprar a maior parte dos presentes de Natal. Dizem que é o dia que mais se compra nos EUA. Como forma de protesto contra os hábitos consumistas, muita gente resolveu assumir esta data como o Dia sem Compras (Buy Nothing Day).

Eu, que nunca tinha ouvido falar em tal coisa, achei uma ideia superinteressante. No meu caso, acho que nem vai ser tão difícil passar um dia sem comprar nada. Cada vez noto que estou menos consumista… E não só porque a crise anda feia por estes lados, mas porque estou mais convencida de esta frase é realmente válida: Feliz não é aquele que mais tem, mas o que menos necessita.

Mas confesso que ainda me falta muito!!! Pelo menos a compulsão eu tento controlar. E tenho uma dica ótima, que pelo menos para mim tem funcionado. Quando entro numa loja e vejo uma blusinha que está fazendo uma “baita falta” no meu armário, pego a dita cuja e vou dar mais uma passeada por outras seções. Espero alguns minutos, analiso outras peças e finalmente, aquela sensação boa que dá quando a gente compra algo que “realmente necessita”, vai embora! Juro, e antes mesmo de passar pelo caixa. Quem nunca se arrependeu de ter gastado dinheiro em algo inútil? (aliás, isto está explicado cientificamente, a sensação de satisfação por possuir algo que na verdade você não precisa normalmente dura poucos minutos).

Pois se você seguir as minhas dicas vai ficar só com a sensação boa, e melhor, sem gastar nenhum dinheirinho!

Mas voltando ao Dia sem Compras… Será que você consegue ficar um diazinho sem comprar nadica de nada?

Categories: Cotidiano

14 comentários

  1. Anita says:

    Passar um dia sem comprar nada e’ facil, facil. Pra mim e pra toda a galera da torcida do Flamengo. Nao pode e’ querer “compensar” no dia seguinte. Tinha que ser “5 dias sem comprar nada – e sem querer compensar depois”, hahahaha !

  2. Alessandra Mosquera says:

    Eu também consigo um dia sem comprar nada (e ás vezes até uns 3 dias) porque sem emprego e sem subsídio não é muito difícil! Mas eu já fiz isso também que vc aconselha, de dar umas voltas com a peça e desistir. Isso funciona bem con sapatos. Prove o sapato, dê umas voltinhas com ele na loja, e vai acabar passando a vontade. Isso sim: cuidado se aparecer o vendedor, com a pressão dele vc acaba comprando ” pra não ficar chato”. Tenho fugido de lojas con vendedor por isso.
    Outro truque: pergunte-se o que vc faria com aquela quantidade de dinheiro antes de comprar. Desisti de uma bolsa de 40 euros quandome lembrei que, com aquela mesma quantia, eu comprava 2 pacotes de fraldas, algo mais útil pra mim agora. É uma dica!

    • glenda.dimuro says:

      Pior Ale é qdo o vendedor começa a dizer que o sapato ficou liiiiiiiiiiiindo em vc! Dependendo do dia a gente até acredita, né? Corre para comprar!

  3. Eu já sou mais radical. Toda vez que alguém sentisse desejo de comprar algo – geralmente supérfluo – por impulso, deveria pensar naqueles que sobrevivem pedindo comida de porta em porta, catando as coisas no lixo…
    Eu sei que é difícil. Às vezes eu também compro por impulso. Mas existem muitas fórmulas para eliminar a compulsão por compras sem que seja necessário consultar nenhum psicólogo/psiquiatra (com todo o respeito aos profissionais da área).

  4. Le says:

    siiiim, consigo.sabe, tambem tenho os meus momentos.inclusive, nesse fim-de-semana fiz um estrago, mas estou ficando seletiva. Ao inves de comprar 20 blusinhas de 5 que nao aguentam nem a primeira lavada, to priorizando a qualidade. Acho esse black friday uma loucura!!!!Acho que a maioria vai pro shopping nao poruqe precisa de algo, mas pra participar da loucura. Tambem tem tanta propaganda incentivando esse dia, que muita gente cai nessa. Eu acho que todo mundo adora promocao, mas isso nao justificar comprar compulsivamente coisas ate que nem precisamos. Beijos

  5. Ernani says:

    Adorei essa! A única coisa que não consigo passar sem é comida. Do resto, quase não preciso. Então vou garantir meus armários e geladeira recheados e aderir ao movimento. Vc poderia fazer um post depois dessa data pra ver quem conseguiu e quem falhou, né?
    bjo

  6. Branca says:

    Já passei uma semana sem dinheiro, só com o cartão do transporte e levando comida de casa. Nenhum centavo gasto. De fato, a maioria das coisas a gente não precisa…

  7. Parabéns pela postagem! O Atitude Eco também está participando do Dia Sem Compras!
    http://atitudeco.wordpress.com/2010/11/16/dia-sem-compras-buy-nothing-day/

    Um detalhe legal é que os anúncios do Google mostram várias opções de “compra”. Adwords #FAIL!

    Abraços!

  8. Bia says:

    Eu tambem ando comprano menos do que alguma vez comprei, e só me sinto melhor.

  9. Thais says:

    Glenda eu consigo ficar dias sem comprar nada. Alias ultimamente onde eu gasto mais, porque é inevitavel é no supermercado. Mas se a dispensa estiver cheia dificilmente gasto dinheiro… gosto mesmo é de viajar, isso sim é um gasto que nao dispenso rsrs beijo

  10. Mile says:

    Nao só consigo passar um dia como vários. Nao sou uma pessoa nada consumista.

  11. Gisley Scott says:

    Eu tb não estou comprando nada hj, nem on-line,rs…

    O consumismo é uma falsa noção de necessidade… é um querer e não um necessitar,daí quando se obtém, nota-se que não se está mais feliz do que antes estava, mas certamente está mais pobre do que antes,rs…

    Have a nice weekend!

    Gisley

  12. Ontem (26/11/2010) comprei apenas o almoço no restaurante próximo a meu local de trabalho. E minha esposa também só compraria um lanche na madrugada de hoje, pois ela faz parte dum ministério da igreja à qual pertencemos que presta assistência social e espiritual a moradores de rua e profissionais do sexo; como ela andou muito e estava com fome, precisava comer alguma coisa.
    Mas creio que isso não afeta o espírito dos idealizadores do protesto, pois o objetivo seria ficar um dia sem comprar coisas supérfluas. É lógico que o “desayuno” de todos os dias não faz parte disso, ou seja, não transgrediu o Dia Sem Compras quem foi até a padaria perto de casa comprar leite e pão, por exemplo.

  13. Valéria says:

    Oi Glenda!
    Te encontrei no 13 anos depois e gostei do seu post. Sabe, estou tentando racionalizar isso de Dia(s) sem compras, pois quando estou animadinha faço o maior estrago e depois fico deprê…Mas é verdade ccompra-se mais por consumismo do que por necessidade, é terrível isso!

Deixe o seu comentário

Glenda Dimuro