bookmark bookmark  
Glenda DiMuro On February - 1 - 2011

perguntaRecebo muitos emails perguntando qual o custo de vida em Sevilla. É verdade que aqui se vive com menos dinheiro que em outras cidades, como Barcelona e Madrid, por exemplo, mas tem certas coisas que não mudam.

Vamos à média em números:

Moradia: o valor do aluguel de um quarto varia de 200€ a 350€, dependendo da zona e se os gastos (água, luz, gás e internet) estão incluídos ou não. Quando estes gastos não estão incluídos no aluguel, você poderá gastar entre 20€ e 50€, mas isso também depende do número de companheiros que estão dividindo o apê com você.

Alimentação: existem dois tipos de alimentação, a básica e a de lazer. Se você compra sua comida no supermercado e cozinha em casa, com certeza vai gastar menos do que nos restaurantes. Uma pessoa que compra o necessário (arroz, massa, pão, verduras/legumes, leite, etc) gasta, em média de 150€ a 200€ por mês. Comer no restaurante universitário (almoço) também é uma boa pedida, vale menos de 5€ com bebida. Já nos restaurantes os preços variam muito… mas quem quer comer bem (em quantidade), com sorte não gasta menos de 7,50€ (menu com dois pratos individuais), mas a média está acima dos 10€.

Transporte: O bilhete de ônibus simples custa 1,30€. Mas se você vai se descolocar muito em ônibus vale a pena comprar o passe mensal que vale 36€ e lhe permite ir e vir quantas vezes quiser. O metrô é carinho, 3,85€ (ida e volta) e ainda tem o SEVICI, que vale 25€ anuais.

Lazer: Sempre é bom colocar uns euritos para os extras. Por exemplo: cinema 6€, “caña” (copo de cerveja) 1,50€, café 1,10€, drink 6€.

Resumindo: Com uns 650€ você que vem fazer intercambio conseguirá se virar em Sevilla. Menos que isso também é possível, mas fazendo um pouco de malabarismo.

Categories: sevilla

40 comentários

  1. Ursula says:

    Ou seja, em suma, gasta-se menos dinheiro (realizado o devido cambio) para fazer intercâmbio na Europa q pagando escola no Brasil. E viva o pais dos impostos!

    • Glenda DiMuro says:

      É verdade Ursula. Tem gente que pensa que aqui se gasta muito dinheiro para viver e isso não é verdade. E “apretando el cinturón” como eles dizem aqui, dá pra fazer bastante coisa legal, porque existem muitos programas culturais grátis e opções de lazer (parques, etc) que não precisa desembolsar nenhum tostão. Tem é que saber usar o dinheiro direitinho… coisa que estudante acaba aprendendo, né?

  2. mirelle says:

    nossa,mas a vida ai é muuuuito mais barata que em Lyon. claro que eu sei que espanha é mais barato que frança, mas nao sabia que era tanto! aluguel, supermercado, cinema, tudo tudo!!!600€ em Paris não paga nem o aluguel de um quarto/banheiro.

    otimo post!;)

  3. Quando fomos a Sevilha, eu e minha levamos 600 € cada um. Andamos de trem-bala (de Madrid a Sevilha ficou em pouco mais de 160 € para nós dois), comemos bem (gastamos no máximo 25,45 € com um jantar na Cervecería Mezquita em 08/01/2011), assistimos um espetáculo de flamenco no Palacio Andaluz (36 €), compramos roupas e suvenires, visitamos a Catedral e os Reales Alcázares (8 € cada entrada individual), compramos livros na Catedral (21,95 €), andamos de ônibus e metrô… Até demos uma volta num ônibus turístico, mas os 36 € gastos no mesmo foram desperdiçados porque o motorista não permitiu que descêssemos no bairro Triana. Em Madrid também não gastamos muito: almoçamos na Plaza Mayor e numa lanchonete da Estação Atocha, comprei remédio para minha Vivi numa farmácia da Calle Mayor…
    Enfim, voltamos ao Brasil com 110,35 €, que consegui vender na casa de câmbio a R$ 246,00. Se fizéssemos exatamente o que você propõe acima, não fazendo nenhum gasto supérfluo, certamente voltaríamos ao Brasil com mais da metade do dinheiro!

    • Willian says:

      Esse seu relato foi por um período de um mês?
      Estou indo fazer meu doutorado em sevilha, com uma bolsa de R$2750. Queria saber se seria possível levar minha esposa. Gostaria de saber se será possível a gente sobreviver rsrs. (obs.: temos algumas economias guardadas também, mas é pouca coisa)

      • Glenda DiMuro says:

        Sim, os valores são para um mês. Com mil euros duas pessoas conseguem viver sem muitos luxos, mas dá para viver sim.

        • Alini Taborda says:

          Olá, estou indo para sevilha(terminar meu mestrado) no fim de outubro/2015, mas quero levar meu marido e filho, me disseram que eu conseguiria alugar um estudio(para nós kit net) por uns 500/600 euros por mês, mas não estou conseguindo nada! Estou desesperada, tens alguma dica? Agradeço muito!

  4. Ernani says:

    Adorei o post. É sempre bom comparar e ver o quanto é cara a vida nessa ilha minúscula aqui. Anyway, minha parte favorita foi a sua definição de alimentação básica e de lazer… hehehe. bjão

  5. Milena says:

    Essa é a vantagem da europa, podemos viver e nos divertir independente de quanto dinheiro temos no bolso!

  6. Sem dúvidas fazer intercambio em Servila é mais barato do quê fazer intercambio em Estolcomo!

  7. Elisa Lucas says:

    Oi Glenda, me interessei pela parte: “Comer no restaurante universitário (almoço) também é uma boa pedida, vale menos de 5€ com refri.”
    Você pode me enviar por email o endereço dos comedores universitários, por favor? Grande beijo.

  8. Hélida says:

    Oi Glenda,adorei conhecer seu blog.
    Já estive uma semana em Sevilla,mas foi em 2008,em turismo.É uma cidade que sempre me encantou,razão pela qual voltarei este ano para passar pouco mais de um mês, fazendo um curso. Assim, estou procurando alquiller, e, pelo que vi na net, há ofertas em casas de família. Eu gostaria muito de que vc me recomendasse os bairros onde possa ficar (o curso ocorrerá bem no Centro,já passei lá (Paseo de las delicias),mas realmente nao tenho ideia de onde morar,afinal,nao posso me dar ao luxo de ficar no mesmo hotel onde me hospedei..)
    Inclusive,será um prazer encontrá-la na minha estadia por lá!

    • Glenda DiMuro says:

      Oi Helida. Se vens ficar pouco tempo, acho melhor vc buscar algo pelo centro mesmo, ou em Triana. Pode ser que vc pague um pouco mais, mas economiza em transporte… por um mês nem faz tanta diferença. Qdo venha tomamos um café! 🙂

  9. alexandre says:

    valeu mesmo!!

  10. David says:

    Eu gostaria de saber, para os estrangeiros que vão morar em Sevilla, se é possível se associar à um plano de saúde, quanto custa um plano de saúde e se a saúde pública na espanha atende a estrangeiros.

    • Glenda DiMuro says:

      Sim, existem planos de saúde privados como em qualquer ligar, com preços variados de acordo com a cobertura (de 100€ a 500€ ou mais ao ano). A saúde pública é grátis para residentes estrangeiros. Para os não residentes, somente o atendimento de urgência é obrigatório que seja gratuito.

      • cesar says:

        Ola!!! Pelo q vi nos post parece bom morar por ai gostaria de saber como faco eu atualmente moro no japao,sempre tive vontade de conhecer europa,se der pra vc me explicar como funciona as coisas por ai agradeceria muito.

  11. Manoel says:

    vou a sevilla começo do proximo ano, ja virei cliente assiduo do seu blog. Também gostaria (se possivel) que me enviasse o endereço desses comedores universitarios e se possível mais alguma coisa que eu tenha que saber para sobreviver em sevilla. Por ex, para quem não tem problema em quartos alugados, é facil arrumar algum?

    • Glenda DiMuro says:

      Manoel, todas essas respostas vocè encontra aqui no blog mesmo, nos posts antigos. É sobre ir no “buscar”. Boa sorte!

  12. Márcio says:

    Olá Glenda, gostei de suas informações, são bem esclarecedoras.
    Estive em abril de 2011 em Madri e Barcelona, pretendo residir com
    minha família (esposa e dois filhos de 09 e 13 anos) aí na Espanha, no ano de 2013. Você acha que uma cidade média de cerca de 100 mil hab. sai muito mais barato que viver em Sevilha (não conheci)uma cidade de 700 mil hab., ou seja, para a relação custo-benefício, seria melhor viver em Sevilha (ótima cidade) com a família, em função de escolas para os filhos, cultura, lazer etc. E as escolas públicas (primaria e secundaria) são boas aí em Sevilha?
    Aguardo resposta. Obrigado.

    • Glenda DiMuro says:

      Márcio, não tenho filhos então não sei opinar muito sobre escolas. Acho que o custo de vida fora das grandes capitais como Madrid e Barcelona e praticamente o mesmo, pode variar, quem sabe, no aluguel. Boa sorte!

  13. Thiago says:

    Eu com 50 euros fiz a festa no supermercado DIA em Zaragoza, comprei tanta coisa…

  14. Dalilah says:

    Olá Glenda!

    Eu pretendo morar em Pamplona- Navarra. Você sabe dizer se o custo de vida lá é mais alto que em Sevilha?Como aluguel e alimentação?

    É muito dificil conseguir una Beca para Curso Máster en Sevilla.

    Obrigada.

    • Glenda DiMuro says:

      Olá. Não sei te dizer como é o custo de vida fora de Sevilla. Sim, é díficil conseguir uma beca de máster. Boa sorte.

  15. David says:

    Hola!

    Vou para Espanha, mas estou indeciso, se faço uma Pós em Sevilla ou em Navarra.
    Sabes dizer se o custo de vida em Navarra é muito caro? Tu me aconselhas a ir? O meu coração bate mais por Navarra. Tenho que pagar un alquiller, voy con meu hijo e ainda tiene alimentación. Quanto tu acreditas que eu gastaei por mês, com comida feita em casa, alguns restaurantes, pois ninguém é de ferro, água, luz, piso. A internet é gratuita? O governo dá alguma cesta básica de alimentos?
    Gracias!

    • Glenda DiMuro says:

      Favid, não sei os custos de Navarra, mas pode variar o valor do aluguel. A internet é grátis como nj o Brasil, em alguns bares, restaurantes e centros culturais. O governo não dá comida, ao menos que vc seja um miserável e possa ser amparado por ongs ou caridade. Boa sorte!

  16. Eduardo says:

    Glenda,

    Irei com minha esposa estudar em Sevilha à partir de setembro deste ano (2012), pelo período de um ano e meio. Como precisarei muito da internet em casa, gostaria de saber o custo dos planos de internet residenciais e se os apartamentos, mesmo os mais antigos, tem o cabeamento.
    Desde já agradeço sua colaboração.

  17. Fernanda says:

    Olá Glenda, Gostaria de saber como anda Sevilla nesse ano? estou pra fazer um intercambio de mobilidade universitária, e gostaria de saber se esses valores do texto acima ainda valem mesmo nesse contexto de crise?

    Desde Já Agradeço

    • Glenda DiMuro says:

      Olá Fernanda! Sim, os preços são mais ou menos os mesmos. O imposto (IVA) é que aumentou um pouco, mas para estes gastos podes considerar estes valores.

  18. Daiane Telles says:

    OLÁ ESTOU INDO A SEVILHA ESSE ANO, E VOU FICAR 15 DIAS LÁ, GOSTARIA DE SABER QUANTO MAIS OU MENOS DEVO LEVAR PARA OS GASTOS ADICIONAIS? (COMIDA, TRANSPORTE, LASER ETC?)
    GRATA!AHH ADOREI O POST! 🙂

  19. Fernando says:

    Boa noite !!

    Estou pretendo morar fora do Brasil! e estudar administração ou economia ou algo parecido pois ainda está em fase de analise.alguém conhece alguma republica para morar na cidade preciso de contatos já que não conheço ninguém que mora atualmente em Espanha .. obrigado

    Pretendo estudar ai Universidad de Sevilla
    Abraço.att

    • Glenda DiMuro says:

      Uma “república” nos moldes como existe no Brasil aqui em Sevilla não existe. Estão as residencias universitárias da US, mas são gestionadas pela propria Universidade e são bem carinhas. Aqui o pessoal costuma dividir apartamentos, mas longe de ser uma república. Todas as para dividir estão aqui no blog mesmo, nos posts mais antigos sobre viver em sevilla. Boa sorte.

      • Veronica says:

        Oi Glenda
        Vou para Sevilha em abril. Ficarei na casa de um amigo.
        Quanto vc acha que terei que levar?
        Pretendo tbem estudar idioma periodo de 8 semanas.
        Qual escola mais em conta?
        Por favor me passe algumas dicas o q conhecer e quaos paises para passeio nao sejam muito caro.
        Obrigada
        Veronica

  20. mirtes says:

    oi glenda minha filha faz medicina na bolivia, ela esta no 6 periodo e possivel ela transferir para a espanha e termina o curso dela ai na espanha, ela tem naciomalidade espanhola min ajuda com as informaçoes obrigada

  21. mariana says:

    Oi Glenda, eu me formei em teatro no Brasil. Sempre tive curiosidade em visitar a Espanha mas minhas condições não permitiam. Fiz um curso de espanhol aqui no Brasil mas queria um pouco de vivência. Estudar espanhol em Sevilha por exemplo. Agora, formada, penso em viver um pouco em outro país, temporário, porém rico em aprendizados. O que você poderia me indicar?

  22. Guilherme says:

    Artigo muito bom e útil 🙂

    Também gostaria de saber as oportunidades de trabalho em Servilla, seria muito útil

  23. Kleber says:

    Ola Glenda, tudo bem?
    conhece alguma escola de espanhol com preços baratos aí?
    Preciso ficar um ano no mínimo aí na Espanha com visto de estudante.

    valeu!

  24. Glicia Thais says:

    Olá Glenda!

    Estou querendo ir fazer intercâmbio em Sevilla, começo do ano que vem.
    Quero aproveitar para fazer algum curso na área de direitos humanos, com foco em criança e adolescente. É a área que atuo aqui no Brasil. Gostei das suas informações e penso que seja realmente melhor alugar um apartamento. A dúvida é o local e se devo alugar com as despesas já incluidas. Já o seguro saúde vou querer fazer e mais algumas orientações que possa me fornecer. Fico grata.
    Não sei ainda a localização do curso de inetrcâmbio, pois termino em junho o curso de espanhol aqui em minha cidade. Mas certamente vou adorar voltar a Seviila. Fui ai há dois anos atrás e amei. Fiquei no lado histórico da cidade e não muito distante da catedral, em um hotel bem aconchegante. Passei cinco dias. Quero ficar ao menos uns 3 meses.
    Me dá alguma dica e opção que ache interessante? Gosto de sair e ir a programações culturais e comer bem, sem tantos exageros nos preços. Gostei das opções que vi por ai. Come-se bem e não tão caro, realmente. Amei Sevilla e por isso faço a opção de ir fazer o intercâmbio aí.
    Grata!

    Glicia

  1. […] This post was mentioned on Twitter by CNA Barretos and Rafael de Lima, CNA Idiomas. CNA Idiomas said: Saiba quanto é, em média, o custo de vida para quem mora em Sevilla, na Espanha: http://bit.ly/gDiITZ […]

Deixe o seu comentário

Glenda Dimuro