bookmark bookmark  
Glenda DiMuro On June - 5 - 2011

Tirando família, amigos, senso de humor e contato com a natureza, sinto falta de poucas coisas do Brasil. Já morri de vontade de comer uma picanha bem suculenta e de comer uns saborosos docinhos de Pelotas, mas hoje em dia consigo controlar a falta de algumas coisas com bastante tranquilidade.

Claro que trazer uma picanha ou um quindim na mala é bem diferente do que trazer mistura em pó de pão de queijo… Ou seja, esse papo de autocontenção é tudo balela..

Sempre que volto do Brasil, além da saudade trago na mala algunas cositas más…coisas imprescindíveis para uma vida de corpo e mente satisfeitos e que não se encontra em qualquer prateleira de supermercado/loja/farmácia espanhola. Vamos a lista:

Erva mate para o chimarrão (vários pacotes de erva embalada à vácuo para durar mais), farinha temperada Yoki, bala de banana, shampoo-condicionador-hidrante-etc da Natura, charque (embalado à vácuo e bem escondido dentro de uma embalagem para presente – já perdi dois quilos de charque na aduana e não pretendo perder nem uma grama mais), rapadura, puxa-puxa, esmaltes, calcinhas, bombom Sonho de Valsa e Ouro Branco, suco em pó, e o que mais me der na telha.

É uma mala cheia de muambas mesmo… E eu sou sempre aquela que tem a mala revistada na entrada. Uma vez o policial encrencou com meu óleo de amêndoas… Afe, abriu (sem a minha autorização), cheirou, cheirou, levou para uma salinha, cheirou mais um pouquinho, viu a minha cara de raiva e me mandou ir embora.

Garanto que se ele tivesse que passar um ano sem comer um jamón serrano iria ser mais flexível no seu trabalho.

E você que também mora longe, o que lhe faz tanta falta que acaba sendo obrigada a trazer na mala?

Categories: Cotidiano

57 comentários

  1. Ursula says:

    Alho! Nossa Glenda, li seu post e senti gosto de alho na boca. Nos primeiros meses morando no Chile, nao encontravamos alho e quase enlouqueci! Ate q descobrimos uma comuna em Santiago q vendia o bendido! Foi como ganhar na loteria!!! Beijo grande!

  2. Ana Luiza says:

    Já trouxe polvilho para fazer pão de queijo, mas quero ainda trazer erva mate também. E adorei a ideia do charque. Acho que vou colocar na minha listinha para a próxima vez 😉
    Parabéns pelo post. Depois que saímos do Brasil, duvido que tenha alguém que ainda não se tornou muambeiro de comida.
    Beijos

    • Glenda DiMuro says:

      Polvilho! EU tb já trouxe! E olha, o charque por ser produto animal, merece atenção especial. A minha dica é dar uma camuflada. Nas minhas últimas vindas eu coloco o pacote de charque enrolado numa camiseta e enrolo tudo como se fosse para presente! O policial não tem coragem de abrir um pacote para presente…hahaha…

  3. Glenda! Erva mate é um bem essencial! Ontem senti falta de galletas uruguaias com dulce de leche conaprole! hehe! farofa temperada yoki eu acho aqui no super. sinto falta de frutas boas… acho a banana aqui muito sem gosto… beijos!

  4. Allan says:

    Qualquer lojinha de chinês na Itália vende erva mate boa, polvilho doce e azedo, farinha crua, torrada e temperada Yoki, suco maguari, leite de coco, azeite de dendê, bala de banana, paçoca e muitos outros produtos brasileiros. Aqui perto tem um fornecedor de carne que fornece picanha argentina e brasileira, mas não o paio. Infelizmente não encontro o bombom Alpino em lugar nenhum e algumas frutas e verduras (agrião, maxixe, etc.) também não chegam por aqui. Acho que o que mais me falta é uma passagem secreta, uma porta que me leve diretamente a Salvador. 🙂

  5. Karol Nascimento says:

    Minha querida, vc tem coragem!!! Nós trazemos na mala apenas cachaça e olhe lá. Mas, por aqui tem mercadinhos brasileiros perto e tem sites na net tb onde podemos comprar algumas coisinhas.
    Bj

  6. Mile says:

    Costumo, mas nao sempre, trazer esmaltes e biquinis. Trouxe uma vez ovomaltine. Nao sinto muito a falta dos produtos brasileiros, sinto vontade de comer feijoada e acarajé, mas como nao sei fazer nem um nem outro, nao trago os ingredientes.
    Vc nao acha que o andaluz tem senso de humor?
    Bjoks

    • Glenda DiMuro says:

      Mile, definitivamente acho que não existe senso de humor como o nosso latinoamericano… os espanhóis aqui do sul fazem lá suas piadas, mas nunca riem das minhas… gargalhadas das boas e piadas internas eu só tenho mesmo é com meus amigos “sudacas”… ou com aqueles espanhóis “americanistas”, casados com americanos, se é que vc me entende.

  7. Beth says:

    Aqui em Amterdam tem a loja Finalmente Brasil, que vende todas as coisas que o brasileiro em geral sente falta…como o tal pão de queijo, misturas para bolo, pudim de leite e outros, guaraná, farofa, paçoca, sonho de valsa, e outras guloseimas mais. eles tem até uma seção de farmácia que vende pomada minancora, Engof e outros bestsellers, hehehe.

    Carne para feijoada dá pra comprar em várias lojas de produtos exóticos (chamados aqui de toko). E aipim congelado idem. Aipim fresco vende em muitas feiras mas dá um trabalho danado descascar, né?

    Enfim, deste mal eu não morro…

    • Adailton says:

      Olá Beth,

      Me passe o endereço dessa farmacia que vou oferecer a eles nossos sabonetes naturais sem química. Muito melhor do que existe hoje no mercado.

      Um abraço!

  8. Aqui em Orlando-Florida tem dois supermercados brasileiros e 3 restaurantes por kilo brasileiros também, além das churrascarias espalhadas pela cidade e que levam o nome de Brazilian Steak House.
    Na padaria brasileira, pelos olhos da cara, você come pastel, coxinha, pão francês, etc. Portanto, aqui encontro tudo mas, como sou muito adaptável, optei por consumir os produtos e receitas americanos que são muito bons! Um supermercado comum, nos corredores de comidas étnicas também encontra-se muita coisa do Brasil.
    Penei por um tempo para achar um rodo que nem no mercado brasileiro encontrei. Mas depois que comprei meu Swiffer Super Vac que aspira e passa pano ao mesmo tempo, decidi romper definitivamente com o rodo.
    Ainda não fui ao Brasil desde que cheguei e fico pensando o que traria na mala e sinceramente acho que somente as minhas roupas…
    Outro dia li que alguem trazia sabao em pó OMO mas, depois de usar os “excelentes” detergentes e amaciantes americanos(que realmente amacia), OMO e Confort são coisas do passado…

  9. Ernani says:

    Boa lista. Na minha só tem paçoca e cachaça. Mas a mala vem maior, porque a japinha precisa de biscoito passatempo, dadinho, goiabinha, gelatina, além, é claro, de várias coisas de menina. Ah, aqui na ilha as lojas brasileiras representam bem com mate e picanha de qualidade…

  10. Renilse says:

    Glenda,

    Faz pouco tempo que estou aqui na Espanha mas da última vez que vim, fiz questao de trazer 4 vidros de poliflor…rrsrsr. Ainda nao consegui achar um produto aqui que deixe aquele cheiro que amo, como o apartamento que moro é quase todo de taco o já viu!! Aqules paninhos tipo lenço de bebe ou spray para limpar móveis sao bem ruins..E os líquidos para madeira afff.
    Aproveitando que baixou meu lado Amélia pedi para minha mae trazer vassoura de piaçava sem o cabo para esfregar o piso do banheiro e da cozinha!!! Com a fregona nao consegui manter o mesmo padrao..quem sabe um dia?? rsrs

    Beijos

  11. A fregona pra mim é um dos maiores inventos, depois do micro-ondas. Uma das coisas que vou sentir falta no Brasil. Se bem que lá espero não ter que lavar tanto o chão quanto aqui na europa.

    Dia desses vi uma imagem do Brasil (não lembro se vídeo ou foto), uma notícia, e curiosamente tinha uma faxineira em segundo plano, TORCENDO UM PANO COM AS MÃOS. Pensei, isso é coisa do passado.

    • Glenda DiMuro says:

      Hahaha…meu amorzinho, tu, que nunca lavou chão no Brasil, não sabe… mas lá também tem fregona! Só que não é tão conhecida pq as pessoas que lavam o chão dizem que “torcer pano com as mãos” é o que de verdade limpa o chão. A fregona só espalha a sujeira… opinião de experts, beibe.

      • Camila says:

        Isso eh verdade, mas a fregona eh taaaao mais pratica… minha mae ta doidinha por uma no Brasil, mas, tanto eh verdade, q ela ker primero um aspirador de po, pq o chao tem q estar super/hiper limpo, pq senao espalha td msm.

      • wal says:

        Realmente você tem razão, as esfregonas, não limpam nada, se depois da esfregona vc passar um rodo, sai uma água tão suja que nem parece que vc acabou de limpar, o que limpa de verdade é pano e rodo. lol.

  12. Milena says:

    Aqui na França tem algumas lojas de produtos brasileiros, mas nunca fui pois acho um roubo!!! Uma amiga pagou 15 euros por uma 51!!! Eu jah comprei cachaça a pedido de amigos (para fazer caipirinha, apesar de preferir com vodka), e a mais baratinha não sai por menos de 10 euros em um supermercado comum!!!
    A maioria dos produtos a gente acaba achando e se adaptando, mas o problema ” cozinhar… Então como não sei fazer esses pratos brasileiros, fico na vontade!
    Esmalte eu trouxe muito, mas aqui o mesmo que me durava 2 semanas no Brasil, no mesmo dia jah fica feio e no dia seguinte estah completamente transparente e desaparece, devido ao calcário. Então o jeito é comprar os caros daqui, pelo menos me duram as duas semanas…
    Mas eu trago muita coisa! Vou com a mala cheia de presentes e guloseimas para a família e volto com as guloseimas para mim!!!

  13. antonia says:

    Eu moro aqui na Galicia e encontro inclusive no carrefour erva mate, claro se eu quisesse mas nao sinto falta de absolutamente nada, limpo a casa com os excelentes produtos alemaes do Lidl, compro cesta de frutas e verduras ecologicas que me entregam aqui em casa, nao como nada industrializado, quando vou ao Brasil eles querem tudo daqui, principamente azeite, vinho e jamon.
    Compro azeite de oliva de uma cooperativa direto do produtor, farinhas para o pao de outro produtor, enfim acho tudo do Brasil muito doce, muito salgado, e de baixa qualidade, quando comparo as carnes defumadas, os frios, os doces, nao tem nenhuma comparaçao, enfim viemos pra ficar nao vamos voltar, talvez por isso nos adaptamos tanto.Um beijo Glenda

    • Glenda DiMuro says:

      Oi Antonia! Também somos consumidores ecológicos, principalmente de frutas e verduras. Mas como algumas coisinhas industrializadas… Eu me adaptei á comida espanhola, só que gosto de provar uns sabores do Brasil de vez em quando!

    • jacqueline says:

      Oi Antonia, tbm moro na Galicia, em Vigo e gostaria de saber se vc pode me passar mais informacoes de onde vc compra seus produtos ecológicos. Obrigada.

  14. Thay says:

    Sorte dos que vivem em uma cidade onde tem mercado e padaria Brasileiros… Eu sinto falta é de pão frances e requeijão, o resto eu encontro aqui.
    Mas o que me chamou mesmo a atenção nesse post foi o ‘senso de humor’. Isso é uma coisa que perdi desde que cheguei em Barcelona, e ainda não consegui encontrar…

  15. summer says:

    Voces todos sao fantasticos !!!!! Estou no Brasil e quero mandar beijos para todos!!!1 Felizes e divertidos.

  16. Amendocrem, manteiga teixeira, paçoca, cocada, churros, farofa …..

    • Glenda DiMuro says:

      Manteiga teixeira? Que é isso?

    • Camila says:

      PUUUUTZ!!!! AMENDOCREM!!!! Eh msm!!!!! Eh muuuito bom!!! A famosa manteiga de amendoim, as q ja comi tanto aki, qnto em Londres, sao horriveis!!! nao tem gosto de NADA!!

  17. Camila says:

    Glenda!!!! Falta, falta, nao sinto mt.. ate pq a comida espanhola eh sensacional…. mas as vezes bate a vontade sim…. ja faz um bom tempo q to louca pra comer pao de queijo… Tenho q confessar q quando entro em uma lojinha eu perco a mao!!! Kero comprar tudo!!! conheci uma menina brasileira q me deu o cartao de uma loja brasileira aqui em Sevilla, mas perdi o cartao e nunca mais vi a menina… Vc sabe me dizer onde eh?

    Gracias de antemano! hehehehe

    • Glenda DiMuro says:

      Camila, tinha uma em Sevilla Este, mas acho que fechou. Vc encontra alguns produtos brasileiros nas lojinhas de latinos na Macarena… outras coisas no Carrefour, mas não muitas. Boa sorte!

  18. jamile says:

    Ola gente , acabo de descobrir esta pagina , pregunto onde encontro chocolate do Brasil (garoto o Nestle) porque os daqui nao tem o mesmo sabor . obrigado

  19. Luanna Carvalho says:

    Olá,
    Lendo diversos comentários, gostaria de saber se alguém tem como me ajudar: estou indo visitar meu namorado na Alemanha. Ele é brasileiro e me pediu que levasse aqueles itens que ele não acha com facilidade: uns salgadinhos, feijão, goiabada e um pacote de picanha a vácuo. Mas estou com medo de ter problemas com a aduana, e não consigo achar nada a respeito dos itens proibidos de entrada no país(ou na UE). Se alguém sober algo a respeito, eu agradeço.

    • Glenda DiMuro says:

      Vc não pode viajar, basicamente, com productos lácteos e de origem animal. Ou seja, esqueça a picanha, até pq se por algum acaso a sua mala se perder (e ocorre bastante) não vai ser muito agradável abrir uma mala com carne (escondida) podre.

  20. Débora says:

    Nunca tive coragem de trazer carne, tenho amigos que trazem.

    Eu trago o Mate Leao (nao o do chimarrao) para fazer mate gelado. O mate do chimarrao a gente acha aqui na lojinha de importados, mas tudo é tao caro la… Paguei 3 euros em meio quilo de farinha de mandioca Yok (nao a farofa temperada). O Guarana de um litro e meio trambém custa 3 euros…

  21. Anita says:

    Oi Glenda buscando onde comprar produtos brasileiros encontrei tua página e me dei conta que somos da mesma cidade!!! Já levo muitos anos fora de Pelotas, moro na Galicia, mas sigo sentindo saudades!!! Estudei Agronomia na UFPEL!! Legal encontrar uma terrinha!!!

    Un abraço

    Anita

    • Glenda DiMuro says:

      Legal Anita! Qtos anos de Espanha?

      • Anita says:

        Oi Glenda! Eu levo aqui já 7 anos! Acabo de ver no face que temos alguns amigos em comúm …. A Ana Celi e o Dilon… Estudamos juntos na faculdade, como o mundo é pequeno!!! A ver se seguimos em contato! bj

        • Glenda DiMuro says:

          Tb já vou pros meus 7 anos! Sim, sou amiga da irmã gêmea da Ana e a prima do Dilon é minha melhor amiga! Mundo pequeno mesmo…

  22. eli says:

    como assim suco em pó? HAHAHAHAHAHA!
    nunca venho com a mala carregada de coisas, mas este ano (por tua culpa :P) me dei conta de que já são 9 anos sem me esbaldar a chocolate nesta época, mmmmmmmm, que saudade!!!!!
    por certo, estava em paz com meus desejos de produtos brasileiros até ler este post e os comentários, agora coisas como goiabada, pão de queijo, rapadura, bala de banana, tijolinho… não saem da minha mente. 😉

  23. Edileusa Maura says:

    Olá Glenda, vivo em Portugal e vou passar uns dias de férias em Sevilla, por conta disso é que topei com teu blog. É lindo, tem uma qualidade maravilhosa A D O R E I. Olha só, quando faltar produtos brasileiros é só chegar aqui nos portugueses que encontra fácil fácil (a maioria, porque sonho de valsa: no way!LOL). Obrigada pelas dicas. E parabéns pelo blog. Beijos.

  24. claudio says:

    Oi Glenda esse comentario é diretamente pra você, dei com sua pg. por pura casualidade e me alegro, eu tambem vivo en Sevilla a bastante tempo e estou de acordo com vc respeito ao encanto geral desta cidade sem somar otros comentarios, admiro sua cinseridade, sou estudante de politología e igual que vc tenho a convicção de que existe grandes posibilidades pra uma mudança positiva, e isso me levou a tentar conheçer desde dentro o funcionamento do sistema, bem eu sim sou vegetariano, e aparte tenho a sorte de saber conzinhar, si não é muita presunção de minha parte eu gostaría de compartir com vc alguns títulos, são para pesoas com vocação a seguir apredendo sem medo de encontrar o seu verdadero eu. DEEPAK CHOPRA; Poder libertad y gracia.
    BRIAN WEISS; Muchas vidas,muchos maestros. Espero que vc possa dar uma olhada. AXÉ.

  25. jacqueline says:

    Cheguei nessa página hoje, e to adorando! Vc escreve de uma maneira tao contagiante, já me acabei de rir com seus posts, até pq me identifiquei com todos, jajajaja. Vivo na Galicia e aqui temos a sorte de ter uma lojinha só de produtos brasileiros. Claro que nao tem tuuuudo, mas já quebra um galhao!

  26. Dário Ferreira says:

    boas noites a todos…
    alguem sabe onde vendem farinha de maracujá em Portugal?
    ou de alguma loja no Brasil que envie a encomenda para portugal?
    já corri a net toda e nao encontro qualquer referencia à venda da farinha aqui..

  27. Dionysio Rosa says:

    Vocês todos estão chorando de barriga cheia,o pior sou eu que tenho 76 anos e nunca comi um jamon,achei no Mercado LIvre da Argentina,jamons com menos da metade do preço aqui do Brasil,mas não há possibilidade de envio para cá,aqui no Brasil,além de tudo ser uma ladroeira,ainda o governo impede que possamos comprar alguma coisa barata.

  28. Ana says:

    Oi, algumas vezes visito o site… voce está de parabéns Glenda! Antonia, voce poderia me dar o contato de seu fornecedor ecologico? Beijao meninas!

  29. IEDA MARQUES PEREIRA says:

    Olá Glenda,
    Peço encarecidamente sua ajuda!
    Meu irmão mora em Sevilla, e essa semana é aniversário dele.
    Desejo comprar um presente, se possivel, uma cesta/sacola com Prod Bra… Como posso fazer essa compra estando no Brasil? vc pode indicar (endereço/site) de lojas que possa comprar esses produtos que entreguem na residencia dele? Desejo MUITO dá essa alegria à ele.
    Agradeço antecipadamente.

  30. Tania says:

    Já procurei e não achei: farinha de mandioca e chocolate em pó com menos açúcar como o da Nestlé(fradinho), tapioca e polvilho doce para o pão de queijo.Levo sempre café em pó à vácuo é caro nos EUA e não são tão bons.

  31. Monalisa says:

    Poxa, declarei o charque e o cara da agricultura barrou…

  32. Alfredo says:

    gostava de encontrar charque no Porto, Portugal

  33. Alfredo says:

    quem vai moderar a minha imoderada vontade de encontrar carne seca aqui no Porto para fazer feijoada?

  34. Mário says:

    Alguém sabe onde achar azeite de dendê em Santiago do Chile ? Por favor, eu preciso !!!

  35. Viviane says:

    Sentia tanta falta de comer um pão de queijo de verdade, não esse feito com essa mistura fedida de uma marca famosa que comecei a pesquisar até encontrar um polvilho bom, fiz tanto pão de queijo grátis para amigos que daí nasceu meu negócio em Barcelona a Pan de Queso Casero que hj em dia trás aos brasileiros daqui o verdadeiro gostinho do pão de queijo mineiro. Nossa saudade se transformou em negócio e está fazendo muita gte feliz!

Deixe o seu comentário

Glenda Dimuro